Início

próximos eventos

27

JUL

Homenagem - Sergio Paulo Rouanet 

27 JUL 2021
19h

Youtube – ao vivo

27 JUL

Homenagem - Sergio Paulo Rouanet 

27 JUL 2021
19h

Youtube – ao vivo

Sergio

Paulo

Rouanet

Foto fundador Sergio Paulo Rouanet

Sergio Paulo Rouanet

NOTA DE FALECIMENTO

A família de Sergio Paulo Rouanet e os integrantes do Instituto Rouanet informam com pesar o falecimento do embaixador e filósofo na manhã deste domingo (3 de julho de 2022) em sua residência no Rio de Janeiro.

Rouanet, que lutava contra a Doença de Parkinson, dedicou sua vida à defesa dos valores iluministas, à cultura, à liberdade de expressão, à razão e aos direitos humanos.

Sergio Paulo Rouanet nasceu no Rio de Janeiro em 23 de fevereiro de 1934. Com apenas 20 anos, já participava do cenário intelectual ao escrever semanalmente para o Suplemento Literário, do Jornal do Brasil.

Tornou-se bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da PUC do Rio em 1955 e dois anos depois formou-se no curso de preparação à carreira de diplomata do Instituto Rio Branco.

Foi embaixador do Brasil na Dinamarca e na República Tcheca, cônsul-geral em Zurique e em Berlim, onde criou o Instituto Cultural Brasileiro, e serviu como titular da Secretaria de Cultura da Presidência da República, cargo equivalente ao de ministro de Estado, entre 1991 e 1992. Como secretário de Cultura, empenhou-se na aprovação do Programa Nacional de Financiamento da Cultura (Pronac), o que seria concretizado com a edição da Lei de Incentivo à Cultura (Lei nº 8.313), em 23/12/1991.

Em 1992, Rouanet assumiu a cadeira número 13 da Academia Brasileira de Letras (ABL), antecedido por Francisco de Assis Barbosa. Ao longo de toda sua trajetória intelectual, publicou mais de 15 livros sobre filosofia, literatura e psicanálise, além de ensaios e traduções.

Rouanet deixa esposa, a socióloga alemã Barbara Freitag, três filhos e cinco netos.

O velório será nesta terça-feira (5) na sede da Academia Brasileira de Letras, no centro do Rio, das 10h às 14h.

A pedido da família e do Instituto Rouanet, para quem desejar, ao invés de flores, pode ser feita uma doação para a entidade Associação Parkinson Carioca.

Imagem Home Sobre

CULTURA
TRANSFORMA
O OLHAR

Valorizamos a cultura, a educação e a emancipação humana.

Todas as nossas iniciativas seguem a visão universalista do casal de pensadores Barbara Freitag e Sergio Paulo Rouanet: em favor da emancipação humana, da razão, da liberdade e dos direitos humanos.

A cultura, a educação, o pensamento livre, a reflexão, o diálogo, a colaboração e o respeito mútuo têm o poder de transformar a sociedade.

Trabalharemos para construir pontes entre os diversos atores do setor cultural, integrando iniciativas globais, nacionais com os talentos locais e enriquecendo cada vez mais as experiências do público.

Imagem Home Sobre

O Instituto Rouanet, fundado em 20 de agosto de 2020, é uma associação sem fins lucrativos, mantida por meio de doações privadas de pessoas físicas e jurídicas.

A idealização do projeto, porém, ocorreu no início dos 90, quando casal Barbara Freitag e Sergio Paulo Rouanet resolveram adquirir uma casa do século XVIII, na cidade de Tiradentes — MG, para abrigar seu acervo intelectual, atualmente em torno de 15 mil livros, além de objetos com valor artístico e histórico.

A ideia era preservar e ampliar o legado intelectual e cultural do casal e servir de local de pesquisa, leitura e lazer. 

Missão
Preservar e ampliar o legado intelectual e cultural da socióloga Barbara Freitag e do diplomata e filósofo Sergio Paulo Rouanet.

Visão
Integrar os diversos atores do setor cultural, fomentando novas iniciativas e apoiando talentos em cada região do Brasil.

Objetivos
Apoiar o fomento à cultura e à educação, a conservação do patrimônio histórico e como instrumento de pesquisa científica, empírica e teórica.

Valores – universalistas e iluministas
Em favor da razão, da liberdade de expressão, do diálogo e contra todas as formas de repressão e intolerância.

Viver é trocar conhecimentos com o mundo. Quando fazemos isso de forma positiva, contribuímos para a construção de um ambiente saudável, onde cada vez mais pessoas fazem descobertas e articulam saberes sobre como lidar com as demandas do dia a dia — suas e dos outros. Estamos todos juntos nesse processo.

O saber do outro nos afeta, nos transforma e nós afetamos o mundo à nossa volta. Cada cultura tem seu valor e contribui para que possamos viver de forma mais plural, inclusiva e justa.

A cultura e o conhecimento têm a capacidade de potencializar essa experiência de mudança, em todos os sentidos. E uma vez que nos abrimos para a descoberta, nossa visão de mundo nunca mais será a mesma.

A cultura transforma o olhar.

O Instituto Rouanet, fundado em 20 de agosto de 2020, é uma associação sem fins lucrativos, mantida por meio de doações privadas de pessoas físicas e jurídicas.

A idealização do projeto, porém, ocorreu no início dos 90, quando casal Barbara Freitag e Sergio Paulo Rouanet resolveram adquirir uma casa do século XVIII, na cidade de Tiradentes — MG, para abrigar seu acervo intelectual, atualmente em torno de 15 mil livros, além de objetos com valor artístico e histórico.

A ideia era preservar e ampliar o legado intelectual e cultural do casal e servir de local de pesquisa, leitura e lazer. 

Missão
Preservar e ampliar o legado intelectual e cultural da socióloga Barbara Freitag e do diplomata e filósofo Sergio Paulo Rouanet.

Visão
Integrar os diversos atores do setor cultural, fomentando novas iniciativas e apoiando talentos em cada região do Brasil.

Objetivos
Apoiar o fomento à cultura e à educação, a conservação do patrimônio histórico e como instrumento de pesquisa científica, empírica e teórica.

Valores – universalistas e iluministas
Em favor da razão, da liberdade de expressão, do diálogo e contra todas as formas de repressão e intolerância.

Viver é trocar conhecimentos com o mundo. Quando fazemos isso de forma positiva, contribuímos para a construção de um ambiente saudável, onde cada vez mais pessoas fazem descobertas e articulam saberes sobre como lidar com as demandas do dia a dia — suas e dos outros. Estamos todos juntos nesse processo.

O saber do outro nos afeta, nos transforma e nós afetamos o mundo à nossa volta. Cada cultura tem seu valor e contribui para que possamos viver de forma mais plural, inclusiva e justa.

A cultura e o conhecimento têm a capacidade de potencializar essa experiência de mudança, em todos os sentidos. E uma vez que nos abrimos para a descoberta, nossa visão de mundo nunca mais será a mesma.

A cultura transforma o olhar.

Foto Sergio Rouanet

FUNDADORES

SERGIO
ROUANET

Diplomata, filósofo, professor universitário, tradutor e ensaísta brasileiro.

Membro da Academia Brasileira de Letras desde 1992. Ocupante da cadeira 34 da Academia Brasileira de Filosofia.

Graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. 

Mestrado em Economia e Agronomia, Ciência Política e Filosofia na USP, onde também doutorou-se em Ciência Política e Medicina.

Criador da lei brasileira de incentivos fiscais à cultura, a Lei Rouanet.

Além disso, Rouanet destaca-se como tradutor no Brasil do filósofo alemão Walter Benjamin.

Elaborou, em 1982, estudo que influenciou a concepção da Escola Nacional de Administração Pública  (ENAP) e a constituição da carreira de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental (Gestores Governamentais).

FUNDADORES

BARBARA
FREITAG

Brasileira, nascida na Alemanha, socióloga, autora e acadêmica da Universidade de Brasília. Emigrou para o Brasil, com sua família, em 1948, aos sete anos de idade.

Possui graduação (1967) e mestrado (1968) em Sociologia, pela Freie Universitat Berlin.

Fez doutorado em Ciências Humanas na Technische Universitat Berlin (1972) e defendeu a Livre-docência (“Habilitation”) na Universidade Livre (1983).

Lecionou nessas duas universidades alemãs em diferentes períodos.

Hoje é Professora Emérita da UnB – Universidade de Brasília, onde lecionou por 30 anos, aposentando-se em 2004.

Em 2005 foi professora visitante da Universidade Federal da Bahia e em 2006 da Universidade Federal do Paraná.

Foto Barbara Freitag

siga as redes do instituto:

EM BREVE

Grafismo B
BIBLIOTECA

Vamos disponibilizar todo o acervo de uma biblioteca montada ao longo de mais de 40 anos de amor à cultura e ao conhecimento. Serão mais de 15 mil livros disponíveis para consulta e pesquisa.

Grafismo C
CASA

Adequação da casa para funcionamento como Centro Cultural, totalmente aberto ao público, oferecendo atividades presenciais e online para todo o público.

Grafismo E
EDITORA

Espaço para publicações de livros, revistas e artigos acadêmicos, com temática diversa, ligados à sociologia, antropologia, direitos humanos, ciências políticas e muitos outros campos de estudo.